Últimas Notícias

MÉTODOS NÃO FARMACOLÓGICOS PARA O ALÍVIO DA DOR NO TRABALHO DE PARTO
Com o objetivo de manter a equipe de enfermagem sempre atualizada, no dia 31/01/2018 ocorreu um treinamento na sala de reuniões da Santa Casa de Misericórdia de Penedo, com o tema: “métodos não farmacológicos para o alívio da dor no trabalho de parto”. A facilitadora foi a Enfª Laura Oliveira.
A dor durante o trabalho de parto constitui-se numa realidade inerente as parturientes e, apesar de evitável, continua sendo vivenciada com grande frequência pelas mulheres que dão à luz. A dor de parto é única para cada mulher e é influenciada por fatores que aumentam a percepção dolorosa no parto.
Diante da necessidade da parturiente, percebe-se a responsabilidade da enfermagem em prestar assistência humanizada durante o trabalho de parto e parto, através de cuidados que proporcionem alívio da dor. Os cuidados não farmacológicos mais utilizados: hidroterapia, massagens, exercícios de relaxamento, mudanças de posição e deambulação, uso de bola suíça, cavalinho e banquinho e musicoterapia.
A hidroterapia é apontada como uma medida não farmacológica, na qual a parturiente imerge em água morna para relaxamento e alívio do desconforto. A água quente proporciona uma estimulação confortante aos nervos da pele, promovendo vasodilatação. Em geral, as contrações são menos dolorosas na água aquecida, porque o calor e a flutuação na água apresentam efeito relaxante.
As massagens são terapias simples, de baixo custo, que associada à respiração, posição e deambulação, pode ser de grande valia no TP. Estudos demonstram que massagens manuais, automassagem e praticadas pelo acompanhante, é uma técnica que favorece a consciência corporal, sobretudo das tensões.  Os exercícios de relaxamento têm como objetivo é reduzir a ansiedade e tensão muscular, tranquilizando a mente e relaxando os músculos. Em geral, as técnicas de relaxamento distraem a paciente, aumentam sua sensação de controle da dor e facilitam o sono e o repouso.
O uso da bola suíça permite a mudança de posição, diminuindo a sensação dolorosa da contração uterina, estimula movimentos espontâneos e não habituais, permite que a mulher se movimente para frente e para trás ajudando na rotação e na descida fetal O uso do cavalinho e banquinho visa o relaxamento, aumento da dilatação e a diminuição da dor. 
A musicoterapia é a melhoria das capacidades humanas através do uso organizado das influências da música sobre o funcionamento do cérebro humano. O efeito da música, usada na dor do trabalho de parto, pode interferir no ciclo vicioso medo-tensão-dor, de forma relaxante, visando à quebra deste ciclo e, consequentemente, minimizar a dor.

COMPLEXO HOSPITALAR

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE PENEDO

Avenida Getúlio Vargas, 423

Penedo/AL - Centro

Fone: 3551-2508

HOSPITAL REGIONAL M. DR. JOSÉ CORREIA FILHO

Avenida Wanderley, s/n

Penedo/AL - Santa Luzia

Fone: 3551-2888

2015 © Todos os direitos reservados a Santa Casa de Misericórdia de Penedo | Desenvolvido por NetDell Soluções Tenológica